22.12.10



Platonismo

Não sou ator
Não sei cantar
Combino notas tortas
Falo coisas loucas
Vim aqui pra te “ouver”, pra te “vêvir”
Pra te comer e pra te beber
Vim pra te eleger o muso da estação
Sem ter porque, sem ter razão
Não quero te tocar
Só ouvir teu violão
Ver teu olho de gato punk
E sua boca enorme falando poesia
Baby, “sei lá, só sei que é preciso paixão”...



Ouvindo:
Baby eu queria só te ver hoje
Ver os seus olhos
Sentir o calor intenso das suas mãos
Baby eu queria
Que você fosse não (Baby Eu Queria –Nando Reis)

10 comentários:

ventania disse...

"Não quero te tocar
Só ouvir teu violão"

adorei

D.D. disse...

Tenho saudades desses sentimentos sinceros. É concreto ao limite do insuportável, um excesso sempre muito bom por sinal...

M. disse...

Olha não conhecia. Gostei da forma da escrita. Muito

Ana D disse...

Ventania:: Eu gosto de tudo q vc escreve..Reciprocidade, entaõ rs

DD: Feliz que vc "falou" a bessa desta vez rsrs...Se é que curto teus comentários concisos "rsrs

M: gostou do texto e da canção ? Cancção de Nando Reis daqui do Brasil ! rs

Marcos de Sousa disse...

Simplesmente lindo.

Adorei!

Erica Ferro disse...

Eita, que postagem punk'amente apaixonada.
Ui!

Ana D disse...

Marcos, adorou, foi ? rsrs Q bom !
Érica queridona somos todos uns apaixonados, softs ou punks ahaha

Carol Freitas disse...

Muito (muito mesmo) bom. :)

Ariana disse...

Amei o poema ,ficou muito lindo e essa música do Nado é perfeita!


Beijos e feliz natal!

Marco disse...

Que coisa bonita!...
Querida amiga, Feliz Natal e um 2011 com muita paz, harmonia e saúde.
Carpe diem. Aproveite o dia e a vida.