17.9.07


Os Dias De Cada Um... (São Dias Que Desejaríamos Apagar? )

Não sei se chovia, ou mesmo se fazia frio ou calor, não me lembro das cores da rua naquele dia, nem mesmo se existia engarrafamento no trânsito , não sei quanto tempo demorei pra chegar em casa, nem se almocei ou jantei, não sei que roupa vestia, nem sei a que horas me deitei, não lembro com todas as pessoas que falei, não sei o que me foi dito, não sei que palavras proferi, não sei que troco me deram, nem mesmo quantos cafés bebi, não sei se conduzi ou fui guiada, não sei com quem me cruzei, não sei qual o olhar que vi no espelho, nem mesmo se tinha o cabelo preso ou solto, não sei se meti a chave na porta ou se esta já estava aberta...Não sei...

Lembro somente das palavras proferidas por Você...Embora naquela altura não tivesse certeza da despedida...Só Você sabia o significado daquelas palavras ditas...

15 comentários:

Valentim disse...

Para o amor não existe o tempo. Que bom que o poema "Para a Minha Graciosa" tenha tocado em vc, mas na pessoa (a destinatária), não foi como esperado. Mas tudo bem, a vida segue e a fila anda. Beijos.

Bárbara P. disse...

Onde estava você enquanto a Ana fazia tantas coisas inconscientemente?

Márcia(clarinha) disse...

Meu Deus! eu sei onde eu estava quando ouvi essas palavras saindo da boca de alguém que nunca deveria tê-las dito...
Ainda bem que hoje as sabemos equivocadas e que nos fizeram sofrer.
Aninha querida, fala sério, quequeisso que escreveu, coisa rica, rss
linda semana de muita luz
beijos

Anne disse...

Impressionante o estrago que alguns tipos de palavras fazem na gente...as que me deixaram desse jeito q vc falou tb foram de despedida...de incerteza, de dúvidas, medo...
Ahhh, só eu sei como passei aqueles dias, ainda bem que o tempo é uma benção e tem feito milagres com o meu humor e meu coração. Ainda amo, mas já não dói mais...
Bjos Aninha, amei!!!!!!!

Ricardo Soares disse...

as palavras provocam estragos e provocam afagos... vc que gosta de hilda hilst sabe disso...besos
ricardo
ps.aparece na minha casa blogosférica

Cin disse...

Existem mesmo palavras com esse poder de apagar todo o resto tamanho seu poder de destruição dentro da gente.
Mas com o tempo elas tbém são apagadas e ja não provocam mais dor.
Bjos e linda semana!

Carol disse...

E tem dias que o bom mesmo é esquecer de tudo, até das palavras que foram soltas ao vento.

Beijo!

Jana disse...

Primeiro, to esperando aqui que isso seja só um conto...

Segundo eu acho que ocorre coisas que nos abalam e não temos nem certeza se foi real!

Beijos

Anônimo disse...

o dia de hj, por exemplo, eu gostaria de apagar.
:(
Bjim.
Bridget

Magui disse...

Trauma é assim mesmo.Só lembramos do que nos choca.Ou será que houve falha na visão periférica...

Ingrith disse...

Que texto lindo... tem palavras que magoam demais!

Acabei de ouvir uma que me deixou muito ferida...

Até parece que foi coincidência vir aqui pra ler seu blog!

Barão Van Blogh disse...

Foi um prazer passar por esta página encantada .

"...Enfeitiçantes estas cores irão fazer
Uma imagem encantada na tela aparecer..."


Um delicado beijo .

Amélie disse...

Impressionante, às vezes, a gente escuta, mas não ouve, ou vice-versa...Depende das circunstâncias, depende do ambiente, do movimento ao redor.

Obrigada pela visita.

Diego Melo disse...

Então...Não sei se o texto é auto-biográfico ou não, de qualquer forma eu não gostei dessa postagem, me parece que a pessoa é fraca, vítima e escrava de um sentimento que lhe faz perder o controle do que faz, pensa ou diz.

ps: Ana, não formarei igreja alguma, apesar do símbolo ser interessantíssimo. Passo longe de religão e divindades, seja qual for. Tenho pavor de rebanho ou seguidores, sou um libertador.

Jôka P. disse...

Um beijo, Ana D. !