19.5.12























Amizade Em Dois  Atos

Se eu te vi em mim
Assim em você vi a mim
Ser parecido e diferente
É o segredo de precisar
Em nós libertar
As cordas desatar
Navegar naufragar
Como se sente
Dois rios um afluente
Desaguando revolto em mar
Perceber em outras nuances
Alguns dias
A amizade sem romance
Num precisa de beijar
As palavras vem pra unir
O sorriso pra enfeitar
Ser amigo é mais que tudo
É durar é seguir é abraçar seu ombro
É sentir o mundo
Querer só assim
Se não houver um bem maior
Aceitar  o que você da pra mim
Desde que seja sincero
Porque se não for
Fica assim...
Toque a vida
Vai por mim
O mundo é grande
As escolhas sem fim
Mentir num é afeto
Esconder num é o certo
Enganar   é patético
Te devolvo sua emoção
Agradeço seu esforço
Te levo no coração...









3 comentários:

Eduardo disse...

Olá, tudo bem? Cheguei ao seu blog navegando por esse mar que é a internet... gosto de ler o que andam escrevendo outros blogueiros. Continue! Parabéns!

Aproveito a oportunidade para te apresentar o meu blog. Espero que goste! Felicidades a toda família! Um abraço, Eduardo. Belo Horizonte, Brasil - MG

www.maneirasimples.wordpress.com

Vitor Cesar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor Cesar disse...

Fantástico! Clap, clap! rs

Como diria meu grande amigo Nando Reis: "Tornar o amor real é expulsá-lo de você, pra que ele possa ser de alguém..."