1.2.12


















Poema da Repetição 

Eu amo você 
Eu quero você 
E eu quero te ter 
Viver com você 
Sorrir com você 
Se eu não estou com você 
Me sinto morrer 
Não por inteiro 
Mas a parte de mim 
Que deseja você 

Não quero perder 
Esse amor por você 
Se você na vier 
Eu vou te esquecer 
Eu temo perder 
Minha fé em você 
Deixar de crer 
Que verei você 
Me faz perder 
Me faz tremer 
Me faz temer 

Sempre as mesmas palavras 
Não defino você 
Só falo em você 
Só penso em você 
Por que não ceder 
Vai ser bom pra você 
Vem aqui pra me ver 
Deixa eu te ter 
Não vai se arrepender 
Posso te dizer 
Te fazer renascer 
Desejar me querer 
Por que não ceder 
Aconselho você 
 Pague pra ver 
Amo você 
Algo a dizer ?

(Feito em 2005)

4 comentários:

Janaina disse...

Lembrou o estilo do Arnaldo Antunes (isso foi um elogio, para que fique claro). Adorei!! "Por que não ceder? Vai ser bom pra você" é muito bom!
Beijos.

Ana D disse...

Ueba !! ADORO Arnaldo;) Muito thanx !! hehe

Fernanda Rodrigues (Fê_Notável) disse...

Adoro poemas que trazem este jogo de palavras!

Não tem como não ficar com esta musicalidade na cabeça!

Um beijo ;)


http://nossocdl.blogspot.com
http://algumasobservacoes.blogspot.com
http://escritoshumanos.blogspot.com

Natame Diniz disse...

o amor e o poema da repetição.
boa!