19.12.11




Meu Amigo Imaginário Anos 2000...

Só pra te contar
La pelos meus 6 anos
como toda criança
Em meus momentos solitários
Eu tinha um amigo imaginário
Batia altos papos e
Depois ficava na dúvida se era real
E agora tenho um:Você
É muito doido e bem legal
Esse contato não visual
Mas também é bom te ver
Ao vivo e a cores
Holograma, 3 dimensões, todos o lados
Daquele agosto
Quase num lembro
Foi um átimo
Vou te contar
Tava tão triste
Dias dos pais, saudade do meu
Fui te encontrar
Tava zoada
Um pouco bebida, mezzo fumada
Alegria-tristeza, embassada
E o que lembro
Sua sobrancelha franzida olhando pra mim
E eu pensando: pronto, fodeu
Ele me achou esquisita...
Eu te achei esguio e quieto
Seus pés muito lindos
E na sua mão um copo de malte
O resto, apagou
Mas o que ficou, ficou
A sensação de "faltou"
Queria completar
Pra escrever num caderno...
Topa ?

5 comentários:

Gi B.H. disse...

ler esses versos curtinhos sempre me dá a impressão de estar sorvendo aos poucos uma água fresquinha!

Ana D disse...

E ler seus comentários sempre originais acrescentam alegria em meu dia ! rs Obrigada.

Jujuba, 24 anos disse...

Será que sim?
Será que não?
Ou talvez não se saiba..
Nem seja de saber!
Apenas de se observar,
Ou não.

Rejane disse...

Annna nem tem o q dizer.
mas sei o q vc tá dizendo. vc contou...
Que sorte a sua ter esse amigo...
bj

Fernanda Rodrigues (Fê_Notável) disse...

Amigos imaginários são sempre grande parceiros para tudo!
Certeza que ele topa, não é a toa que este belo poema foi registrado!

um beijo,

http://escritoshumanos.blogspot.com
http://algumasobservacoes.blogspot.com
http://nossocdl.blogspot.com