10.7.11



Julho

I

Eu não vi quando você surgiu numa claridade digna da aurora
Não notei a tela branca a minha frente esperando
Ser pintada a quatro mãos
Não percebi a história feita de interrogações,
Exclamações
Reticências
E temor de ponto final
Eu só dei por mim ao dizer que sim,
Voaria com você numa manhã sob o sol
E veria refletida em seus olhos
Algumas das expectativas criadas por nós.

II

Se um dia viesse a estar comigo
Poderia trazer contigo a ansiedade desse encontro
Em troca saberia o tempo que levo sentindo falta de você
Então descobriria com certeza o que de fato nos aconteceu...
E Iria embora sabendo que cada dia de julho marcado no calendário
Somaram-se tempo em que acumulei saudade
Que resultou neste sentimento urgente
Que trago dentro de mim...

2 comentários:

Oksana disse...

Que lindo! :)

Gi B.H. disse...

esse tipo de texto me pega pelo pé e me sacode