20.3.11



Pequenas PalavrasBorboletas – PensandoDesejo

Se apaixone
Sua razão se esvai
Seus muros se expandem

Te beijo lânguido
Te sinto tonto
Te toco úmido

Base do pescoço, espinha dorsal
Esse ângulo, relevo, arco fatal
A bunda. Ver-te perto.

Andando pela alameda, bem feliz
“E as coisas lindas são mais lindas
Quando você está” no ouvido...

Agora é inverno
No meu coração
Falta de você.

Chega sólido
Se liquefaz
Bebo você

Black-out na cidade
Você sorriu
Apaguei a vela.

O Sol incandescente
Reflete em teus cachos vermelhos
Você, um anjo com um halo.

Tua boca aberta
Me revela um sabor:
Néctar.

Um trevo de 4 folhas
molhado de orvalho
Ou ,para minha sorte,de sua saliva.

Na curva do seu pescoço
Sem dar a seta
Derrapei.

O cheiro de sua roupa limpa
Sua mente “blue” e sua boca suja
Te anunciam suavemente.

9 comentários:

@Francisquices disse...

E a vida assim é maravilhoso e simples.

Jana disse...

Ai ai ai suspiros...

beijos

Carol Freitas, disse...

mmmm... tão apaixonadamente poética, rs :)

Ana D disse...

rsss...Sempre apaixonada pelas palavras que brotam desprovidas de realidade...

Anônimo disse...

Sua palavras pequenas estão repletas de grandes significados.

Carol Rodrigues disse...

Na verdade é disso mesmo que ando fugindo
De apaixonar-me

Janaina disse...

Nossa, há quanto tempo não passava por aqui...
Amei estas palavras. Principalmente o "chega sólido se liquefaz". Ai, ai... Muito lindo, Ana. Beijos mil.

Guilherme Navarro disse...

Gosto muito da palavra "lânguido". Texto muito bem estruturado! Parabéns, o blog é muito bacana.

Rejane disse...

..."“E as coisas lindas são mais lindas
Quando você (ele) está” no ouvido..."