1.1.11



O Coral e a Pérola

No momento que te dou
Na roupa que desuso
Neste despudor
No seu corpo esguio
Quantos segredos desvendar
A quem você ama ¿
Qual o seu sexo ¿
Quero ver a luz do poste refletido nos seus olhos marrons
Marrons ¿ Não seriam “blues” ¿
Não temos tempo pra certezas
Por que não posso te ter por perto
Se o meu mundo inteiro esta ¿
Se este dia que vem contigo
Traz a luz pra me alegrar
Quero te provar, o tinto e o salgado
Um muso, um poeta,
Um movimento de quadril
Beijar a boca é sentir
Vem aqui quero te mostrar
O coral e a pérola
Acordo a noite sem sono, desfaço a cama com você...

7 comentários:

M. disse...

Pungente o teu sentir.

Muito bom. Gostei!

ventania disse...

desfazer a cama sempre é mais agradável que fazê-la

@Francisquices disse...

Música???


Adorei, o jeito que brincou com as palavras, com o ambiente, com as situações.


'Desejo.'


Perfeito.



:)



^^

Ana D disse...

Na verdade é uma música sim rsrs...Feliz que curtam !

marginoblog disse...

Parece que a virada não virou só a mim rsrsrs...

Marcelo disse...

"Por que não posso te ter por perto
se o meu mundo inteiro esta?"

Isso é ou não é simplesmente perfeito?
É bem aquilo que você disse "amamos, e se não nos amam amamos mesmo assim, o que fazer?"
Caramba Aninha...Me parece que a única solução pra essa equação é amar outra pessoa, dessas que nos amam. Problema que essa ainda não me foi apresentada, e no dia em que me apresentarem, sem dúvida vou dizer "Por que você demorou tanto?".

Beijos menininha

Ana D disse...

Marcelo ! Torço por você ! rsrs