26.10.07



Uma Breve História

Ele era um rapaz triste que fingia ser alegre
Ela era uma moça alegre que por dentro era triste
Ela já tinha aberto a porta e hoje em dia vivia trancada
Ele vivia com a porta encostada na esperança de um dia alguém abrir
Um dia ela precisou de um pouco de açúcar em sua vida
Ele olho pela fresta e lhe ofereceu , ela aceitou.
Deixaram o beco triste e rumaram para um mundo novo
Ela esqueceu suas latas de cerveja e ele rasgou o maço de cigarro
E viveram os melhores dias de suas vidas, "felizes para sempre"
Mas depois de algum tempo ambos bateram as portas com força, um na cara do outro
e devolveram tudo que haviam se dado.
Ela ainda tentou
Ele aceitou aquilo que já não era seu
Percorreram o longo corredor escuro
Ela sugeriu e eles entraram novamente em casa...
Mas ai, bagunçaram tudo,
A louça quebrada, os sonhos espalhados pelo chão
Olharam-se tristes e desolados
Nas mãos somente os cacos...
Já não existia sombra daquilo que sonharam ser....
Seguiram cada um seu caminho
Trancaram as portas e puseram segredos nos cadeados...
Ele voltou a ser triste
E ela fingiu ser alegre.

27 comentários:

Ana D disse...

Os leitores deste blog me surpreendem. Jurava que iriam ler o post anterior e"ok,jóia, fim". Não, não ia ter continuação. Era assim "final em aberto" rsrs. Tive que "queimar a mufa" pra por o The End. Mas gostei dos pedidos, confesso..Vocês, hen ?! rs.

Ahhh Fernando e Morena Flor, o négócio da pág 161 vai rolar...

Erika disse...

Que triste quando cada um se tranca dentro de si de tal forma, que os segredos dos cadeados de fora não são nada comparados aos de dentro.

Beijos e ótimo final de semana

Márcia(clarinha) disse...

Pq toda história pra ser bonita tem que terminar assim igual samba canção?
Dor de amor dá samba e causa depressão, óh vida, óh azar...medo :-(
Carinho meu Aninha queridíssima,
beijos

Guto Melo disse...

Isso parece a história de duas pessoas lindas que eu conheço. A diferença é que as portas ainda não foram trancadas.

Mônica disse...

putz...isso me soou tão familiar...

Lis disse...

Caramba. Eu conheço esse Ele e essa Ela. Mora bem aqui pertinho. Na mesma rua. E eu continuo a aconselhá-los a jogar os cacos fora, apanhar os sonhos e guardá-los no armário. Dentro de uma caixa. Para usá-los na melhor hora.
Adorei o texto. Vou escrever mandar para "Ela". Tenho certza que irá gostar.

Beijos, Aninha!
Adoro o que escreves!

:*****************

Bom final de semana! ;)

Magui disse...

Tem gente que gosta de complicar a vida.

Cin disse...

Ai q triste...é só o que consegui pensar.
Beijos flor!

Jana disse...

mas eu ainda acho que isso ai não pode ser o fim rsrsrs

Pq saca, tem que ter um happy end, ao menos na vida ilusoria tem que ter né rs

Beijos

Luan Iglesias disse...

Ou seja, o começo do fim. Ah..as metáforas!

Bjs.

O Profeta disse...

Secretamente recolhida na noite
Delicada gota com a luz da ternura
Fiz calar a voz do sentido pranto
Ribeiro que transporta a água mais pura

Boa semana


Doce beijo

Ingrith disse...

Que triste essa historia... =/ Mas tem tanta gente que se fecha pro tudo, pra vida, pro amor, pras alegrias...

boa semana

Alec disse...

A vida faz nos fechar para o mundo. Cabe somente a nós perceber se vale a pena ou não, perder tantas oportunidades, jogadas à nossa frente, e somente desperdiçadas, pelo medo incrustado em nossos olhos.

Estava Perdida no Mar disse...

Ah...parece música de Chico Buarque

Renata disse...

Ai que história triste... tão triste, e tão real.
Beijo.

Elida (Li) disse...

Quantas vezes fingimos alegria, para continuarmos vivendo? Quem de nós não mantém segredos em cadeados, guardados bem dentro da nossa consciência? Fechamos as portas aos nossos sonhos todos os dias... para que a vida possa ser vivida em temperatura morna...
Um grande beijo e parabéns pelo seu texto!

Mila disse...

Poxa... e eu achando tudo lindo... ai veio a realidade e tornou tudo real... amores possiveis... fazer o que né... dizem ser esta a beleza da vida...
Beijos e boa semana
Mila

Jôka P. disse...

Mas é uma comédia dramática ou um dram trágico, Ana ???
Então um beijo engraçado, rolando de rir e um outro beeeeem triste, assim, quase aos prantos, pra você.

Ordisi Raluz disse...

Aceitar aquilo que já não era seu...xiiii...

Irrecuperável, ou é ou não é.

Beijos amistosos.

Anne disse...

Taí uma história que a gente conhece mto bem...seja por viver, seja por ver alguém vivendo! O amor real, o concreto, não tem nada de perfeito, mas é justamente aí que está a beleza dele...no fato de ser a força que melhora as pessoas, que as faz mudar, melhorar, continuar...

Bjos lindona, tava com saudade de ti! Ótima semana!!!

Ludmila Prado disse...

ti indico esse meme
passa no meu blog

bjo

Ludmila Prado disse...

uma breve hitória que que acontece constantemente.

nos encontramos, entregamos nossos coração, compartilhamos momentos bons, vivemos nossos sonhos, amamos, e um dia destruimos tudo.


bjo

Lis disse...

Passando para deixar um beijo!
E ler pela 23356576543 vez o que escrevestes.
Lindo lindo!

DGirl disse...

Acabei de chegar a conclusão de que valeu pedir o fim da história...
Você despejou uma tonelada de realidade nesse sonho e mesmo assim, ainda assim.... Triste e lindo...
Fica uma coisa meio "acho que já ví essa história" rondando a cabeça.
Fiquei emocionada... É moça definitivamente você escreve muito bem.
Beijokas

Bill Falcão disse...

Ana, querida, você escreve tão bem, e esse desencontro todo ficou tão triste, que eu vi o que não via há muito tempo: uma lágrima minha! Fui até no espelho pra conferir se não era imaginação. Não era.
Bjuuusss!!!

Renan disse...

"Ela esqueceu suas latas de cerveja e ele rasgou o maço de cigarro
E viveram os melhores dias de suas vidas, "felizes para sempre"


Largar a cerveja e ser feliz. Isso não existe. Gostei do texto.

Camilinha disse...

valei-me...
como essa história tá parecendo a minha...
cê lê pensamentos? ou as histórias de amor são sempre iguais?

Beijos