27.3.12




















Dias de Tudo Dias de Nada

Sumiço sentido
Ausência presente
Saudade latente
Você 30 horas presente
Sem medida
De repente
Finalmente um tempo
Eu respiro
Passa o dia
Passa outro
Eu olho pela janela
E você sempre volta
Sorriso criança
O tempo que passa
Rodopia, uma dança
Ontem foi você
Agora sou eu
Hoje é o  fim
Sem sua  volta
Escolhemos assim
Amor é ficar longe
Gostar é deixar ir
As vezes se chora
As vezes de rir
A vida é alegre
É um rio que segue
Pra você e pra mim...
Sem drama
Com calma
Meu carma
Sua alma
Dividimos
Partilhamos
Exauridos
Nos cansamos
Por enquanto
É adeus...
Estamos felizes
Ou tristes
Quem sabe
Deixemos assim...



4 comentários:

@Francisquices disse...

Tem dias assim mesmo... Com tudo e outros com nada. Meio que um dia da caça e outro do caçador.

Você sempre com belas coisas pra escrever.

Janaina disse...

Gostei... parece uma musiquinha!
Beijos,
Jana

Mateus disse...

Olá. Eu sou assinante do seu blog, recebo notificações toda vez que você posta algo novo, mas é a primeira vez que venho postar um comentário, eu acho. Isto é sensacional. "Estamos felizes/ou tristes/assim" Muito legal, e o que mais me impressiona é o simples fato de sentimentalizar sua escrita. Falar de sentimento é algo muito legal. Eu tenho meu blog, e defendo muito este tipo de expressão, através do sentimento. Ele se chama Patches and Pictures, se quiser dar uma olhada. Obrigado.

Jôka P. disse...

\O/!!! Adoro!