25.5.11



Do Amor Que Vejo Em Vocês.

Infinitamente, flor, semente
Incontáveis, inigualáveis, infindáveis
Sonhos e nós
Somos nós
Medo, medo, medo
Do esquecimento
Irei esquecer...
Desejo, desejo, desejo
De manter vivo, vivo...
Quantos dias mais
E os que forem não passarão
Experimento,
Sentimento
Experimental
Amor novo
Das pirâmides ao ônibus espacial
Eterno, ancestral
Por gerações,
Traga esse amor
Liberte esse amor
Quero vê-lo em você
Estampado em sua face
E por que disfarçar ?
Seu rosto pálido
Sua presença forte
Traga esse amor pra luz
E do branco se faça o vermelho
E se não der,
Buraco negro...

Um comentário:

Gi B.H. disse...

adoro essas seqüências..