17.12.07



Eu Não Disse Que Gostava Dos Atormentados ?

Natal chegando e eu vou me dar de presente: "Vale Tudo – O Som E A Fúria De Tim Maia" do Nelson Motta. Sou curiosa pela obra e pela figura do cara. Gosto dele desde que me entendo de gente. Confesso, marejei meus olhos de água no especial que a Globo fez semana passada pro Tim. Tocante. Contou bem a história . Os atores tavam ótimos.

Atormentado, depressivo, de um egocentrismo gigantesco, que ele usava para mascarar uma insegurança atroz. Gentil, cruel, viciado, genial, destrutivo e auto-destrutivo, sarcástico, inteligente, original, um poço de solidão, angústia, "diverdoido", glutão, um ogro com alma de poeta. Ele não se aceitava. Se achava feio. Pisava em muita gente e principalmente em si mesmo.

Transgressor, vivia como seu espírito podia e não como seria aceitável. Uma alma gangorra, de altos e baixos. Piradão, sabia ser mau e ao mesmo tempo tão ingênuo que entregava tudo que ganhava aos charlatões, falsos amigos e peseudo-amores . Tinha tanta insegurança e cantava suas dores de amor e traições com uma sinceridade patética. Achava que todas as mulheres só queriam a sua grana e mesmo assim se entregava. Zombava de tudo e de si mesmo.

“Não fumo, não cheiro e não bebo, mas às vezes minto um pouquinho”
“Fiz uma dieta rigorosa, cortei o àlcool, gorduras e açúcar. Em duas semanas perdi 14 dias.”
"Com os acordes que tem uma música do Tom Jobim dá pra fazer umas cinqüentas”

“Agradeço a minha mãe, Maria Imaculada, meus sobrinhos, os padres capuchinhos e os trombadinhas da Praça da Bandeira. Apesar de ter feito um comercial pra Mitsubishi, a Sharp mora no meu coração. Boa Noite. ( ao agradecer o prêmio Sharp de 1991).

Estragava os shows por reclamações (“Mais grave ! Mais agudo ! Mais retorno ! Para tudo !" )faltava por que tava doidão, mas ainda assim quando abria o bocão arrepiava, emocionava e contagiava.

"A semana inteira fiquei esperando pra te ver sorrindo, pra te ver cantando. Quando a gente ama não pensa em dinheiro, só se quer amar, se quer amar, se quer amar...De jeito maneira não quero dinheiro, quero amor sincero, isto é o que eu espero..Grito ao mundo inteiro, não quero dinheiro, eu só quero amar..." ( Tim Maia - De uma amorosidade piegas contagiante)

Venho lhe dizer se algo andou errado, eu fui o culpado, rogo seu perdão ! Venho lhe seguir, vim pedir desculpas, foi por minha culpa a separação. Devo admitir que sou réu confesso e por isso eu peço, peço pra voltar. Longe de você já não sou mais nada, veja é uma parada viver sem te ver. (Tim Maia - De um balanço selvagem. Não dá pra ficar sem bater pezinho.)

"Não sei porque você se foi, quantas saudades eu senti e de tristezas vou viver e aquele adeus não pude dar...Você marcou na minha vida, viveu, morreu na minha história, chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate...E eu , gostava tanto de você, gostava tanto de você...Eu corro, fujo desta sombra, em sonho vejo este passado e na parede do meu quarto ainda está o seu retrato. Não quero ver prá não lembrar, pensei até em me mudar, lugar qualquer que não exista o pensamento em você..."
(Edson Trindade - Dor-de-cotovelo despudoradamente explícita)

Ah! Se o mundo inteiro me pudesse ouvir tenho muito prá contar, dizer que aprendi...E na vida a gente tem que entender que um nasce prá sofrer enquanto o outro ri... (Tim maia - Acho a interpretação comovente)

Por isso tem gente que ama e tem gente que odeia.


31 comentários:

Pitanga disse...

ANA D, assisti parte do especial. Gênios são assim mesmo. Não vêm po muito tempo, se auto destroem e nós ficamos na saudade. Tem tanto picareta por aí fazendo o que chamam de música e a gente tem que aturar.
A minha favorita (aquela que dói pra burro)é Azul da Cor do Mar, mas (Primavera) tem história. Um dia, de Aveiro a Viseu eu e o rapaz soltamos a voz no carro com os vidros abertos e foi mágico. Mãe e filho, duas gerações e Tim Maia no meio.

Ih, falei taaanto!!!

beijos

Pitanga disse...

Ah, tô te linkando, viu?

Cris* disse...

voltarei para ler todo o seu post, só passei para dar bom-dia! :)
e dizer que também gosto dos atormentados, e que adorei ver o tracho de tim maia de amorosidade contagiante.

você leu sabino na escola ou faculdade? li na faculdade (letras). confesso que não conheço muito dele, mas gosto :)
bjs

Bill disse...

Também vi o Especial da TV e achei D+, Aninha! E já que você gosta dos atormentados, recomendo a "Autobiografia de Eric Clapton". Eu agarantiu!!! Depois me diz.
Grande bjoooooooooooooooo!!!!!!

[ r ê ] disse...

eu amo e meu pai ama.

meu pai desde sempre foi fã do Tim Maia e ganhou mta grana fazendo cover dele na noite [ele foi músico na juventude]

lembro qdo o Tim morreu, meu pai ficou arrasado e eu consolei ele tanto, tadinho, pq somos duas criaturas passionais e qdo estamos felizes ou na fossa, adivinha a quem recorremos?

ao síndico, claro!

P.S.: menina, de onde tiraram tanto ator parecido com ele, hein? fiquei passada!

Johnnatan disse...

Ele é genial!

Ingrith disse...

E eu sou das que ama!!!!!

"Não sei porque você se foi, quantas saudades eu senti e de tristezas vou viver e aquele adeus não pude dar..." Só lembra o ano que minha avó morreu!!!!

Paloma disse...

Ana, vou concordar com você - gente intensa é tudo! De modos muito diferentes, Tim e Vinícius viveram suas vidas de modo feroz e isso eu admiro mais que tudo! Beijo.

Paloma disse...

Ana, te linkei.Até !

DO disse...

Felizmente eu assisti ao especial e gostei muito,Ana.
Fiquei sabendo de muitas coisas que desconhecia. Foi mesmo emocionante!!
beijos e uma otima semana.

http://www.ramsessecxxi.blogger.com.br/

Alle Nascimento disse...

noosa, vc tem tantos selos-prêmios (rs)

clara disse...

menina, eu já me dei de presente dois livros veeeeeeelhos de Martha Medeiros... mas sobre os atormentados, tb os prefiro. Sempre. Gênios que aprenderam a destilar sua dor...
Cazuza,
Cássia Eller,
Vinícius,
Renato R,
W. Axl Rose,
Fernando Pessoa...

bjs meus!

Girassol disse...

Tenho para mim a ideia de que todos os grandes génios, quer seja na literatura, quer seja na música, foram seres atormentados.
Parece maluquice, mas penso que a tristeza e a angústia têm esse poder de "unir" as pessoas. Aquilo que me deixa feliz pode não deixar os outros felizes, mas a tormenta é conciliadora, o que nos entristece não diversifica muito...

Humm, fiquei curiosa com o que disse sobre Águeda, fiquei até a pensar "Mas, onde diz que eu sou de Águeda?"... rsrsrs!
Também AMO essa partilha, a mistura de um mundo com o outro. É isso que nos enriquece enquanto pessoas.

Volte sempre que sentir vontade. =)

Beijo.

Márcia(clarinha) disse...

Eu amo, eu vi um show num clubeco da zona norte eu no gargarejo levando gotículas do cuspe dele, eca, eca, eca, mas foi bom, rsss
Dadinho foi seu colega de turma da 1ª a 5ª série de uma escola pública na praça da bandeira onde eram também vizinhos, também ama.
Filhos cresceram amando e ainda hoje o melhor CD pro Lucas é Tim Racional...
Enfim, de louco e louco todos nós temos um pouco ;-)
dia lindo Aninha queridíssima com carinho em mamãe.
beijos

BABI SOLER disse...

eu faço parte dos que amam porque com essas letras não dá para resistir ao Tim.

beijo

Lili disse...

Perdi o especial, mas adoro...
bjinhuss e ótima semana!

Só Magui disse...

Também gosto dele e também vi o programa.Realmente foi o melhor até agora.

Mônica disse...

eu sou do time dos que amam, dos que viram o especial e dos que pretendem ganhar o livro de presente ( se meu amigo oculto me der...)

Cin disse...

Eu faço parte do time dos que amam. Já era fã, mas depois do especial que soube um pouco mais sobre a vida desse gênio fiquei mais ainda e me senti assim como vc, comovida com sua história.
Também vou comprar o livro, e adorei a maneira como vc o descreveu.
Bjinhos!

larissaguerra disse...

Pena eu não ter visto o especial, estava no meu submundo noturno boêmio quanto passou;

Gosto muito desses caras destrutivos, intensos. Talvez isso explique minha admiração por Billie Holiday e outros tantos "doidos" aí.

E Tim Maia é uma coisa meio fabulosa, nunca ouvi alguém dizer que detesta.

=*

Tathiana disse...

Assisti o especial e gostei muito tb. Alguns anos atrás fui a um show dele (que aliás, ele quase não subiu ao palco, pra variar! rs. Mas qd resolveu cantar, foram mais de 2 horas de um show muuuito bom). Beijos.

Anônimo disse...

Ana, deixei comentario mas parece q nao foi... Well, como estou sumida do mundo blogueiro (as coisas de 2007 nao querem acabar), estou aqui pra deixar meus votos sinceros de um 2008 cheio de supresas, cheio de vida.
Gostei de conhecer vc, viu, moça?
Um beijo grande!

Ju (www.metalinguagens.blosgpot.com)

Bárbara P. disse...

Ameeeee eee eee eeiii post aí de baixo! Sou muito mais o Wolve e a Mortícia!

Si disse...

oieee, valeu pela visita, a porta esta sempre aberta viu? Vi o especial e amei tudo.bjsss

Si disse...

Oi Ana, sou a Si do "E por falar em amor". Então somos duas a gostar dos "desajustados"...
Bj

L.S. Alves disse...

Não sabia que exite gente que odeia Tim Maia.
A voz dele é coisa de outro mundo. Muito bom mesmo.
Um abraço.

Ana Fernandes disse...

ah... nem vi!
esses especiais foram uma boa idéia da globo!

beijão!!

Renata disse...

Posso dizer que estou no meio termo. Eu gosto bastante das músicas que fizeram sucesso, mas da pessoa em si, não. Tipo Lulu Santos, meu sentimento é igual.
Enfim, gosto não se discute, não é?
Beijos

http://bruxadeblu.zip.net

Jôka P. disse...

Um artista brilhante e genial com Tim Maia não poderia ter sido um homem low-profile como um gerente do banco Itaú.
Artistas grandiosos sempre são detonados, auto-destrutivos e furiosamente excêntricos.
Claro que sempre há quem prefira Roberto Carlos ou Daniel.
Esses, naturalmente, não são da minha turma.
Mas são tantas emoções...

Jôka P. disse...

Um beijo e muita felicidade pra você e sua família, Ana !

Tarci (http://bonecadepano-.zip.net/) disse...

Oiee vim agradecer sua visita e vou te linkar ok? Gostei daqui!
Beijo grande e feliz Natal!